Carreira Mercado

Adaptabilidade e flexibilidade: as habilidades-chave do presente

adaptabilidade e flexibilidade

A crise do coronavírus evidenciou uma realidade que há tempos já vem se projetando no mercado de trabalho. É a necessidade vigente de se desenvolver a adaptabilidade e flexibilidade na dinâmica organizacional. 

O motivo principal para essa demanda é o fato de estarmos na era da inovação. Logo, é fundamental que os profissionais possuam habilidades que permitem sua inserção nesse ambiente inovador. Por isso, a importância da adaptabilidade e flexibilidade. 

Entenda no texto a seguir quais são os motivos que tornam estas competências-chave do presente. Você descobrirá também como é possível desenvolvê-las para se destacar no mercado de trabalho. Confira! 

Atual cenário do mercado de trabalho

O novo coronavírus modificou a realidade de toda a sociedade, afetando diretamente a rotina de cada um de nós. Seja de uma forma ou de outra, todos se viram na necessidade de se adaptar à essa nova realidade. 

O isolamento social é, neste momento, crucial para contermos a disseminação do vírus, e à princípio não há previsão de quando será possível flexibilizar essas medidas. 

Com isso, a economia mundial já apresenta os primeiros sinais de uma crise sem precedentes. Várias empresas tiveram que demitir funcionários, ou até fechar as portas. E mesmo aquelas que estão sobrevivendo, precisaram alterar toda sua rotina de produção. 

O CEO da Arbache Innovations, Fernando Arbache fez uma reflexão sobre as mudanças que se apresentarão em meio a essa nova realidade. Para isso, ele elencou quais serão as principais questões a serem avaliadas no ambiente de trabalho: 

  • Há uma grande dificuldade do mundo em saber a extensão do impacto na economia global.
  • O mundo mudará profundamente a forma de pensar seus negócios.
  • A transformação digital não é mais uma tendência, mas uma condição de sobrevivência.
  • Nossas equipes devem estar preparadas para a transformação digital.
  • Teremos que readaptar nossos produtos e/ou serviços para este novo cenário global.
  • Temos que entender como nossas equipes vão conduzir esses novos projetos, considerando que eles poderão ser redimensionados continuamente, pois, devemos lembrar, a incerteza é grande e não conseguimos ter certeza de qual será a real demanda global.

Clique aqui e continue a leitura do Fernando sobre como as empresas terão que lidar com as incertezas. 

Por que adaptabilidade e flexibilidade serão habilidades chaves? 

O mercado de trabalho acompanha as mudanças da nossa sociedade, por isso, o capital humano precisa estar preparado para lidar com as novidades que se inserem em nossas rotinas. 

As transformações tecnológicas por si só já exigem do indivíduo a capacidade de adaptação. A Revolução 4.0, com a Big Data, People Analytics, Internet das Coisas, entre outras, oferecem um mundo de oportunidades, para aqueles que possuem atitudes positivas para criar o “novo” a partir dessas “novidades”. (ARBACHE, 2019)

E a chave para se destacar neste cenário tão dinâmico é justamente a adaptabilidade e a flexibilidade. Essas habilidades tornam-se ainda mais cruciais em tempos de crise, uma vez que os profissionais deverão se adaptar e responder com agilidade às situações adversas que aparecerão pelo caminho. 

Pensando no cenário atual, é fato afirmar que todos os planejamentos para o futuro das empresas ficaram obsoletos. Eles precisaram ser adiados ou adaptados. Por isso, agora mais do que nunca, as organizações precisam de um capital humano capaz de atuar em meio a essa instabilidade e, acima de tudo, capaz de superá-las com soluções criativas e inovadoras. 

A realidade do home office

O home office se tornou uma necessidade durante a pandemia, e com isso, abre-se espaço para que as empresas façam uma reflexão positiva sobre a adesão permanente à esta modalidade de trabalho. 

Afinal, se antes muitas delas não recorriam à alternativa por temer a dificuldade de adaptação, agora elas se veem dentro dessa realidade, e a ponderação é inevitável. Se os funcionários e a dinâmica da empresa conseguiu se adaptar, por que não tornar o conceito permanente? 

E a expectativa é que o home office seja uma realidade ainda mais presente neste novo mercado de trabalho. Uma pesquisa pelo Talenses Group em parceria com a Fundação Dom Cabral,  com 375 profissionais da área de RH de diferentes setores (Comércio, Serviços, Indústria e Terceiro Setor), apontou que, mais de 50% das empresas acreditam que as práticas de home office vão permanecer de forma integral ou parcial após a crise de COVID-19.

O profissional precisará, portanto, se adaptar à dinâmica dessa modalidade de trabalho. Afinal, esse modelo de trabalho vai exigir habilidades distintas do tradicional modelo, como por exemplo, a autorresponsabilidade. 

Como desenvolver adaptabilidade e flexibilidade?

Ninguém nasce dominando habilidades como essas, as pessoas podem sim ter traços naturais de determinados comportamentos em sua personalidade. Porém, a grande maioria das vezes o domínio de competências comportamentais se dá através da prática. 

E existem diversas ferramentas que podem auxiliá-lo nesse processo de desenvolvimento. Um método muito eficaz é o Plano de Desenvolvimento Individual, com ele você pode traçar um direcionamento estratégico para alcançar seu objetivo de carreira. 

Clique aqui e entenda melhor como funciona um plano de desenvolvimento individual. 

Também é possível recorrer à ferramentas prontas que vão ajudá-lo (a) no desenvolvimento de habilidades estratégicas para sua gestão de carreira. Um bom exemplo são os games da Arbache Innovations. 

Através da inteligência artificial, a plataforma Mobi é capaz de diagnosticar os pontos fortes e fracos de indivíduos e grupos, traçando o grau de aptidão nas competências mais requisitadas pelo mercado.

Acesse a loja virtual da Arbache clicando aqui, e conheça as várias opções de games disponíveis para você buscar o desenvolvimento em habilidades como adaptabilidade e flexibilidade.  

Referências

ARBACHE, Ana Paula. A sofrência da inovação: os indivíduos e suas emoções frente a demanda por novo modelo mental. In. https://arbache.com/blog/a-sofrencia-da-inovacao/ Acesso em: 27/05/2020

ARBACHE, Fernando. O futuro chegou: habilidades essenciais para o profissional do futuro. In. https://arbache.com/blog/o-futuro-chegou/ Acesso em: 27/05/2020

Publicações Talenses. Processos de admissão, onboarding e treinamento no cenário COVID-19. In https://talenses.com/pt/publicacoes/news-that-matter/processos-de-admissao-onboarding-e-treinamento-no-cenario-covid-19. Acesso em: 27/05/2020