Carreira

Plano de desenvolvimento individual: importância para sua vida pessoal e profissional

plano de desenvolvimento individual

O plano de desenvolvimento individual é uma das estratégias mais assertivas de gerenciamento de carreira. O mesmo, entretanto, pode ser aplicado tanto para alcançar um objetivo profissional, quanto pessoal. O PDI vai auxiliar no sentido de empregar um direcionamento focado em resultados. 

Mas afinal, você sabe como elaborar um plano de desenvolvimento individual? O que deve ser levado em consideração na hora de definir os planos de ação? Quais são as vantagens da aplicação do método para sua vida pessoal e profissional? 

Confira a seguir tudo o que você precisa saber para elaborar o seu plano de desenvolvimento individual. 

O que é um plano de desenvolvimento individual? 

Um PDI é basicamente um roteiro, ou seja, um passo a passo com metas, prazos e desafios que devem ser desenvolvidos para tornar mais simples o caminho até determinado objetivo. 

Portanto, o plano de desenvolvimento individual é a sistematização das ações que você deverá realizar para se desenvolver pessoalmente e profissionalmente para chegar onde você quer. 

Definindo o seu objetivo

O primeiro passo para iniciar a elaboração de um plano de desenvolvimento individual é a definição do seu objetivo, ou seja, o seu foco. Como dissemos acima, ele pode ser tanto pessoal, quanto profissional. E às vezes, inclusive, ambos aspectos estão diretamente atrelados. 

É preciso primeiramente definir onde você quer chegar, para em seguida traçar os planos de ação de como você chegará lá. 

Esse objetivo pode ser a conquista daquela promoção na sua empresa, fazer um redirecionamento de carreira ou conseguir o primeiro emprego, por exemplo. São vários os focos que você pode dar para o seu PDI.

Entretanto, é importante que você defina apenas um objetivo para ser o seu foco principal. Dessa forma, você será capaz de elaborar planos de ação mais direcionados e assertivos. 

Como alcançar o seu objetivo? 

Após a definição de um foco no seu PDI é preciso definir como você o alcançará. Ou seja, qual caminho você deverá percorrer para atingi-lo. 

Essa definição envolve duas etapas distintas. Na primeira delas será preciso mapear as suas competências tanto técnicas, quanto comportamentais. Com esse mapeamento em mãos, você saberá exatamente quais pontos atacar. Afinal, o que é preciso desenvolver em você para chegar até o seu objetivo?

Portanto, antes de traçar seus planos de ação, com metas e prazos, você deve mapear as suas competências em primeiro lugar. 

Mapeamento de competências 

Quais habilidades são requeridas para esse objetivo em questão? Quais delas você já tem e precisa fortalecer, e quais você ainda não tem, portanto deverá desenvolvê-las? 

Por isso, é fundamental realizar um mapeamento das suas competências, de forma que você seja capaz de entender qual o seu grau de aptidão nas habilidades que são estratégicas para o seu objetivo de carreira, ou pessoal. 

Essa tarefa, porém, exige um elevado nível de autoconhecimento, além de um entendimento profundo das exigências do mercado de trabalho. Logo, é interessante contar com profissionais para dar um suporte para uma tomada de decisão estratégica no seu PDI. 

A Arbache Innovations oferece soluções que diagnosticam e desenvolvem competências através da gamificação. Ao final do game o usuário tem acesso a diagnósticos, como a roda de competências, que indica seu grau de aptidão para as habilidades buscadas em seu plano de desenvolvimento individual.

roda de competências pdi
competências pdi

Elaborando os planos de ação 

Com seu objetivo definido, e com seus pontos fortes e fracos traçados no mapeamento das competências, é chegada a hora de criar os seus planos de ação. 

Você pode começar definindo o período de duração do seu plano de desenvolvimento individual. Esse período vai depender de qual é o seu objetivo, que pode ser tanto de curto, médio e longo prazo. 

Não pode ser muito curto, na medida que você não será capaz de se desenvolver efetivamente. Mas também não pode ser muito longo, uma vez que o seu foco pode acabar se tornando obsoleto. 

Geralmente, o período de um PDI gira em torno de três meses a um ano. 

O seu plano de desenvolvimento individual precisa conter desafios que lhe faça sair da sua zona de conforto. É somente dessa forma que você conseguirá desenvolver competências tidas como seus pontos fracos. 

Exemplo de PDI

  • Objetivo: ser promovido a gerente do departamento de vendas
  • Competências mapeadas a serem desenvolvidas: liderança em vendas, persuasão e comunicação interpessoal. 
  • Planos de ação:  Curso sobre Liderança 4.0 –  Prazo: um mês
  • Propor uma solução inovadora para o setor de vendas (Ex: apresentar um novo software de gerenciamento) – Prazo: dois meses
  • Ler os livros Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas (Dale Carnegie); As Armas da Persuasão (Robert Cialdini); A Bíblia de Vendas (Jeffrey Gitomer); O Poder do Hábito (Charles Duhigg) – Prazo: até três meses

Conheça a metodologia Arbache Innovations

Aliando conhecimento científico às necessidades do mercado, os especialistas da Arbache entregam o que há de mais inovador no setor de RH. 

As ferramentas gamificadas fornecem os dados que você precisa para desenvolver um plano de desenvolvimento individual muito mais estratégico. Conheça um pouco mais sobre a metodologia Arbache: 

1. Diagnóstico

Coleta, organização e análise de dados relativos às competências técnicas e/ou comportamentais, através de ferramenta gamificada.

2. Evolução

Aplicações de conteúdos gamificados e objetos de aprendizagem, para treinar, diagnosticar e engajar os usuários.

3. Orientação

Orienta os indivíduos sobre as suas competências, possibilitando o autoconhecimento e o melhor plano de desenvolvimento para as habilidades.

Clique aqui e acesse a loja virtual da Arbache Innovations para mais informações sobre todos os produtos.