Liderança

Líderes Precisam Quebrar Paradigmas

paradigmas

No Oriente Médio havia um pai que fazia tudo baseado na meritocracia. Quando foi dividir sua herança, para ser justo, ele deu um saco de milho a cada filho e disse que voltaria em dois anos para ver o que cada um tinha feito com o que lhes fora dado. Passados os dois anos, quando o pai regressou, ele foi ter com os filhos. O primeiro mostrou que havia produzido uma safra excepcional e conseguiu quintuplicar os grãos. O segundo alegou que devido a uma seca no primeiro ano e praga de gafanhoto no segundo, apenas deu para produzir só uma saca de milho. E o mais novo disse: Pai, conhecendo-o e sabendo quão severo pode ser, preferi guardar o milho num lugar seguro. Foi ao cofre, mas infelizmente o milho estava todo carunchado. O pai disse: Vou lhes deixar uma lição – a de que a vida é um eco. Aquilo que você contribui é, em geral, diretamente proporcional ao que recebe. Então, vou dividir meus 17 camelos assim: Meu filho mais novo irá ficar com 1/9, o do meio com 1/3 e o mais velho ficará com a metade de meus camelos.

Quando o pai faleceu, veio o desafio de dividir os 17 camelos. Por mais que se esforçassem os irmãos não conseguiam. Foram então falar um sábio em Bagdá. O sábio lhes disse: Meus amigos, aprendi que o grande legado da vida é ter humildade e saber se doar. Apesar de eu ser considerado uma pessoa sábia, não fui treinado em matemática. O que posso fazer para lhes ajudar é lhes dar meu próprio camelo. Assim, se na divisão, alguém se sentir prejudicado, pode ficar com meu camelo. De repente, eles perceberam que tinham dezoito camelos. Foram pedir um conselho e saíram com um camelo a mais. Agora, o mais incrível é que com dezoito ficou fácil de dividir: O filho mais novo recebeu dois camelos (18/9), o segundo recebeu 6 camelos (1/3 de 18) e o terceiro ficou com 9 camelos (metade dos camelos). Agora, 2 + 6 + 9 = 17. Como sobrou um camelo, voltaram a Bagdá e devolveram-no ao sábio.