Liderança

Aprendendo A Decifrar As Pessoas

decifrar

Em Palm Springs na Califórnia há uma espécie de carneiros peninsular de chifres longos que está ameaçada. Quem não tem os olhos bem treinados, ao olhar para as encostas das montanhas não os enxergam. Quem tem os olhos treinados sim. Então, não é que a visão de um é melhor do que a do outro, mas simplesmente é que um aprendeu a ver os carneiros…

Isso que se passa com a visão concreta (como ver o animal) serve de base para o que acontece no nível psicológico dos relacionamentos humanos. Senão vejamos: Um belo dia, um rapaz estava num Supermercado fazendo uma comprinha quando ele notou uma senhora que parecia o seguir. Ele nem se tocou e continuou a fazer suas compras ignorando-a totalmente. Quando ele foi para o caixa do supermercado, ela passou a sua frente.

 ― “Me perdoe,” disse ela, “Sinto muito se o fiz se sentir desconfortável. Acontece que você parece com meu filho que faleceu recentemente”.

 ― “Sinto muito,” disse o jovem, “há algo que posso fazer pela Senhora?”

 ― “Sim,” disse ela “Assim que eu sair, será que você pode dizer ‘Tchau, mamãe!?’  Isso significaria tanto para mim”.

 ― “Claro,” respondeu o jovem pronto para fazer uma boa ação. Assim que a idosa Senhora começou a sair do caixa, o rapaz falou bem alto para todos ouvirem, ‘Tchau, mamãe!’

Aí ele entregou à moça do caixa algumas coisinhas que havia comprado para que ela registrasse já se sentindo um verdadeiro escoteiro pela boa ação que havia feito. A caixa lhe disse que a compra tinha dado R$115, 80.

― “O quê? Como pode ser?” perguntou ele, “eu só comprei algumas coisinhas – e tenho certeza de que não passa de uns trinta reais!”

― “Sua mãe, que acabou de sair, disse que você iria pagar a conta dela também,” disse a moça do caixa.

Moral da história: As decisões não são melhores do que a informação sobre a qual elas se baseiam. Informações incorretas ou incompletas podem levar a uma conclusão errônea. Como dizemos em inglês: “Garbage in, garbage out” ou seja, entra lixo, sai lixo. Se há algo muito estranho, provavelmente o seja. Pergunte-se: O que poderia dar errado se eu aceitar a fazer isso? E se a intenção não for boa, o que poderia dar errado?