Mercado

Luxo e Sustentabilidade: Paradoxo Ou Realidade?

luxo

Por Cecília Malacrida

A palavra luxo vem do latim luxus e pode ser relacionada a: brilho, elegância, equilíbrio entre o parecer e o ser, entre aparência e essência (CASTARÉDE. 2005); No dicionário, definido como: Modo de vida caracterizado por grandes despesas supérfluas e pelo gosto da ostentação e prazer (AURELIO). A palavra sustentabilidade tem origem no latim “sustentare”, que significa sustentar, apoiar, conservar. O conceito de sustentabilidade está normalmente relacionado com uma mentalidade, atitude ou estratégia que é ecologicamente correta.

Difícil imaginar ligação entre os dois conceitos, mas com o aumento constante de tensões sobre temas sociais e o meio ambiente, além das pressões que envolvem o tema de recursos ambientais, o conceito de luxo tende a mudar, evoluir e sofrer transformações. Há também esforços positivos dentro do movimento da sustentabilidade para redefinir o luxo, como algo que incorpore as credenciais sociais e ambientais de um produto ou serviço. Seguindo esse raciocínio, se nós passarmos a ver o luxo como algo que priorize a importância na durabilidade e orgulho em comprar menos e melhor, a ligação com a sustentabilidade se torna menos estranha.

Oskar Metsavaht, estilista criador da marca Osklen, tem conhecimento de causa para falar de luxo sustentável; Ele criou o Instituto-e, que identifica, faz a conexão de projetos sustentáveis em todo o Brasil e acompanha toda a cadeia produtiva destas iniciativas. Os produtos sustentáveis brasileiros têm tudo para ganharem o mundo e estabeleceram o Brasil como representante latino americano da ” Nova Ordem”, como define Oskar, a tendência da moda mundial.

Em 27 de Maio ,o mestre em Semiótica, Marco Antônio escreveu um artigo para o blog Miss Owl, afirmando que a preocupação com o esgotamento dos recursos naturais e sua consequente ameaça à economia planetária fez com que se retomasse o interesse pelo artesanal; A consciência de que a Terra se encontra ameaçada pela ganância material dos homens tornou-se uma realidade.

Acredito que o luxo sustentável, é sim, uma realidade e uma estratégia para todas as marcas que estão alertas e se preocupam com as alterações do meio ambiente e suas consequências que parecem apontar para um problema ainda maior: ai insustentabilidade do estilo de vida do homem contemporâneo. Os recursos naturais são abundantes, mas finitos; Portanto, ganhará pontos quem conseguir a diferenciação dos seus produtos mesclando sofisticação, exclusividade, naturalidade, criatividade e sustentabilidade!

Palavras chave: Luxo, sustentabilidade, tendência

“Luxo está diretamente relacionado a qualidade e ao tempo” Fabrízio Rollo.

http://diariodocomercio.com.br/noticia.php?tit=mercado_de_luxo_em_alta&id=135139

http://primeoffer.com.br/prime-money/luxo-e-sustentabilidade-e-a-nova-tendencia-do-mercado-185.html

http://missowl.com/pt-br/entre-escassez-e-raridade-paradoxos-luxo-e-sustentabilidade/

http://vilamulher.com.br/dinheiro/financas/luxo-x-sustentabilidade-5-1-38-581.html

http://biancainteriores.blogspot.com.br/2013/05/o-design-sustentavel-e-o-mercado-do-luxo.html