Arbache Indica Carreira Geral

Soft Skills: Elas podem ser mapeadas e treinadas

O mundo corporativo exige hoje um novo conjunto de habilidades de seus colaboradores, que vai muito além dos conhecimentos técnicos e que flertam com o mundo subjetivo. São técnicas mentais que mudam a forma como as pessoas se relacionam com o trabalho e com suas equipes.

Então, podemos dividir atualmente as qualidades de um profissional em duas áreas distintas. Um conjunto nós chamamos convencionalmente de hard skills e outro de soft skills. Para criar um profissional completo nós precisamos fazer uma mistura cirúrgica destes dois conceitos. É preciso ter boas hards skills, assim como é importante ter ótimas soft skills.

Vamos entender os dois conceitos:

Soft e Hard skills.

Soft skills são habilidades comportamentais corporativas. Entenda por habilidade comportamental o conjunto de estratégias mentais bem desenvolvidas e consolidadas. Ou seja, o seu comportamento dentro da empresa, diante de problemas e, principalmente, diante da equipe devem ser pautadas em comportamentos que sejam compatíveis com a cultura da empresa. As soft skills são subjetivas e mais complexas de serem medidas e analisadas.

Hard skills são habilidades e conhecimento técnico. Ou seja, é a sua capacidade de manusear equipamentos e insumos com eficiência. Uma das hard skills de um marceneiro é por exemplo saber quando usar encaixes, colas, pregos e parafusos. Essas habilidades são mais simples de serem medidas e observadas, pois são derivadas de um conhecimento técnico e que geralmente visam um resultado fácil de ser quantificado.

Para a gente entender melhor o que são as soft skills, vou trazer alguns exemplos de comportamentos importantes na alta gestão, assim nós saímos do campo subjetivo e podemos ter uma visão mais didática desses comportamentos.

Exemplos de Soft skills.

1) Pensamento crítico – analítico: habilidade de identificar os pontos vitais dos projetos, das pessoas que compõem a equipe, da própria equipe como um todo, do seu setor em relação ao restante da empresa e dos movimentos que a sua equipe fará e quais as consequências positivas e negativas para os resultados desejados.

2) Resolução de conflito: habilidade de lidar com objeções e visões conflitantes dentro da equipe e entre sua equipe e o restante da empresa.

3) Solução de problema: habilidade de encontrar ou construir soluções para os desafios que aparecem na rotina e também criar estratégias de prevenção de problemas dentro da sua própria equipe.

4) Formação e trabalho em equipe: habilidade de articular os membros da própria equipe para estarem convergidos aos resultados desejados mutuamente, transpassando pelas objeções e diferenças de visões que aparecem no decorrer do tempo.

5) Tomada de decisão: habilidade de escolher um caminho, assumindo e gerenciando os riscos e as perdas intrínsecas à sua escolha, tendo consciência das motivações e dos propósitos de uma decisão, assim como a capacidade de reconhecer uma má escolha e voltar atrás para corrigir. Também é a habilidade de visualizar os impactos positivos e negativos da sua escolha para a sua equipe e para o restante da empresa.

6) Gestão do tempo: habilidade de identificar quais são os resultados desejados com muita clareza para dedicar o tempo e a energia da sua própria equipe. É saber definir as tarefas preferenciais e quanto tempo a equipe precisa para realizá-las, focando sempre no objetivo principal.

Como podemos perceber, as soft skills são bem mais complexas que o conhecimento técnico. Podemos dizer também, que guardada as proporções, essas habilidades são mais difíceis de “aprender” do que as habilidades técnicas, porque elas implicam em uma mudança na nossa forma de pensar

O primeiro passo para desenvolvermos as nossas soft skills é entender quais dessas habilidades apresentamos aptidão e quais apresentamos dificuldades. E foi pensando nisso, que nós desenvolvemos o Mobi People, uma plataforma gamificada que é capaz de identificar seus comportamentos através da inteligência artificial.

A ferramenta também é muito útil na seleção de novos colaboradores e no desenvolvimento do processo de T&D (treinamento e desenvolvimento).

Apesar de parecer complexo o mapeamento dessas skills, a ajuda da tecnologia vem tornando esse processo de mapeamento cada vez mais sofisticado, o que aumenta significativamente a precisão do RH e da evolução dos colaboradores.

Luiz Gustavo

Publicitário de formação e produtor de conteúdo da Arbache innovations.

Deixe seu comentário

Clique aqui para publicar um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Entre em contato conosco

 

Mensagem enviada com sucesso

Em breve retornaremos o contato.

◄ Voltar

Arbache Innovations

São Paulo, SP:
Rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 445 - Pinheiros
CEP: 05415-030
Maringá, PR:
Rua Vitor Meirelles, 45 - Zona 5 - Ed. Ilhas Gregas
Sala 207 - CEP: 87015-080
Telefone para contato
+55 11 4130-9707
Nosso e-mail
contato@arbache.com
Todos os direitos reservados @arbache 2018