Cotidiano

O Segredo Sempre Está No Exemplo!

canivete exemplo

O Segredo Sempre Está No Exemplo!

No mundo contemporâneo, aonde a globalização tomou conta das informações, de alguns costumes, da moda, da forma de trabalhar; ser capaz de improvisar, é um ato que envolve muitas outras virtudes que temos que estar atentos se quisermos alcançá-las, ou ficaremos à margem do melhor, do miolo aonde tudo é mais denso e recheado de oportunidades.

Ser sagaz a ponto de ter uma aptidão de aprender por simples indícios, não é, definitivamente, algo que se aprende na escola. A pessoa tem que ter uma base firme e querer construir em cima deste aprendizado, com um volume de informações e atualizações incríveis a ponto de se destacar da média medíocre. É preciso se engajar mesmo. Não é para amador. É um trabalho diário, às vezes sem glamour algum, mas determinante para se tornar e se manter ativo naquilo que se pretende conquistar.

Perguntam: e o tempo? Ah, o tempo é o que temos de mais precioso, e dá sim, para aproveitá-lo inteligentemente naquilo que escolhemos como prioridade. Cuidados como não buscar atalhos, sair pela tangente ou dizer que não é contigo a resposta, pois tais colocações são fortes indícios de que essa pessoa não está preparada para o que está por vir… e reclamar depois da baixa performance deste profissional, é reclamar por não ter observado sua forma de agir antes. Os pequenos detalhes são preciosos sinais relevantes para qualquer avaliação.

Aqui há um possível erro de percurso: nós, em regra, avaliamos o outro por uma régua de valores que nós temos dentro de nós, além da base naquilo que nós somos capazes de fazer ou não fazer, e essa medida – definitivamente – não é válida para avaliar ninguém, além de nós mesmos. O olhar sobre o outro deve ser outro olhar, mais específico e mais condizente com a condição individual e personalíssima daquela pessoa, daquela experiência e daquela medida, não da nossa!

E mais, não ser o exemplo do que tanto reclamamos que o outro não faz, não acontece, sendo que nós – nem de perto ou nem de brincadeira – não conseguimos realizar é de uma hipocrisia sem tamanho. Cuidado ao dizer e não fazer. Tem a receita do bolo mas nem sabe quais os utensílios necessários para realizá-lo? Nunca chegou perto do fogão, mas ri daquele bolo solado? Como bem ouvi ontem em reunião: “tem que sentir o cheiro”, tem que estar na prática realizando, experimentando, dando ideias, tocando. Usar todos os sentidos nunca fez tanto sentido para mim.

Uma excelente referência ao tema seria sermos comparados ao ‘canivete suíço’: útil, fácil de transportar e muito resistente… Essas qualidades são admiráveis! Dita expressão é sinônimo de várias funcionalidades eficientes, e ter pessoas assim no nosso meio de trabalho é enriquecedor para todos.

Aprendamos a estar assim, disponíveis, leves no comunicar, ágeis na demanda, úteis no enquadramento das nossas responsabilidades, e resistentes a ponto de não acreditarmos que uma conduta profissional é pessoal. A gente erra no percurso sim, mas ai vamos levantar rapidinho, entender o erro do exagero (ou escassez) da conduta, da informação, e vamos seguir em frente mais fortes e com mais esta experiência.

A gente pode muito, acreditem! Aliás, o que acredito é que “Somos quem somos porque somos todos nós”.

Um lindo final de semana,

“Eu acredito demais na sorte. E tenho constatado que, quanto mais duro eu trabalho, mais sorte eu tenho.” Thomas Jefferson

Avatar

Ana Luiza Alves Lima

Nascida em Santos, São Paulo, Brasil. Advogada e Consultora na Gestão de Pessoas em São Paulo – SP, Brasil. Formação: Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Santos (UniSantos-SP); Pós-graduado em Gestão de Seguros (Fundação Getúlio Vargas – FGV-SP); Consultora do Serviço Nacional do Comércio (SENAC para cursos livres e de pós graduação) e Administração de Recursos Humanos, pelo SENAC/SP. Membro da Ordem dos Advogados do Brasil, Secção de São Paulo e da Associação dos Advogados de São Paulo.

1 Comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Eu também “Eu acredito demais na sorte. E tenho constatado que, quanto mais duro eu trabalho, mais sorte eu tenho.” Thomas Jefferson