Coaching

O que está acontecendo? A ética não cabe mais no mundo dos negócios? Tome uma atitude!

O que está acontecendo? A ética não cabe mais no mundo dos negócios? Tome uma atitude!

” A superstição e a hipocrisia trazem muito lucro, mas a verdade sempre precisa mendigar” – Martinho Lutero

Por dias seguidos fomos e ainda somos bombardeados por notícias de fraudes praticadas por empresas de peso que, até então, eram reconhecidas pela excelência de seus produtos. Por isso a pergunta, o que está acontecendo? A ética não cabe mais no mundo dos negócios?

  • Em 13/10/2017, o artigo Total de empresas afetadas por fraude da Kobe Steel sobe para 500, publicado pelo Jornal Valor Econômico, fonte: Dow Jones Newswire relata que a emissão de certificado de conformidade falso pelo Departamento da Qualidade da Kobe Steel por 10 anos afeta mais do que os 200 clientes inicialmente relatados (fornecedora de aço e demais ligas para diversos segmentos industriais, tais como aviação e automóveis);
  • Em 12/01/ 2016, o artigo publicado pelo Valor Econômico intitulado Volkswagen pede perdão aos americanos por fraude ambiental, redigido por Eduardo Laguna, relata que a empresa se declara sabedora  da manipulação do controle de emissões de poluentes pelo Grupo Volkswagen, escândalo conhecido como Dieselgate que afetou inúmeras unidades comercializadas no mundo ;
  • Em 25/06/ 2017 o artigo Tanaka pede proteção contra falencia e negocia venda de ativos a rival , publicado pelo Valor Econômico, fonte: Dow Jones Newswire, a Tanaka provoca um dos maiores recall da indústria automobilística  por uso de nitrato de amônia nos propelentes que inflam as bolsas de seus airbags (fornecedora para diversas montadoras de renome internacional) ;
  • Em 27/04/2016, a Folha de São Paulo publicou o artigo Mitsubishi diz que adulterava testes de economia de combustível dede 1991, fonte: Agencia de Noticias, relatando a fraude nos números de consumo de carros da Mitsubishi ( dispensa apresentação).

Em Tirar boas práticas do papel é desafio ¹(2017) , artigo publicado no Jornal Valor Econômico (p.20), Magosi e Torres questionam se “as praticas de governança e regras de sustentabilidade consideradas padrão de excelência por empresas e pelo mercado de capitais estão sendo insuficientes para detectar falhas e fraudes na gestão corporativa no Brasil e no mundo”.

Da mesma forma, Betania Tanure , no artigo Cultura se faz com ações e a presença de alto escalão (2017), publicado no Valor Econômico, um dia antes, dia (p.19), nos faz pensar por que alguns fundadores de empresas ou acionistas controladores perdem a ética e se assustam ao perceber que o mantra cultural que esteve presente desde os primórdios da organização e possibilitou seu crescimento e sucesso foi se perdendo ao longo do tempo?

Afinal, valores representam os comportamentos mais exigidos e recompensados em uma empresa. E não raro eles acabam se tornando entraves para o sucesso da organização, em especial em um mundo que exige mudanças cada vez mais rápidas. Mas se alguém não os valorizasse, por que as pessoas se comportariam dessa forma? , questiona Barret,R.5 em artigo de Letícia Arcoverde Funcionários devem escolher os valores de sua organização publicado pelo Jornal Valor Econômico em (p.19).

No viés psicológico, em A mente é maravilhosa, através do texto Prefiro as distancias sinceras às proximidades hipócritas , publicado pela Revista Pazes em (2017, p.22), somos alertados que nos contextos onde abundam os hipócritas, os sinceros são os maus e a verdade é a grande inimiga. Por isso, sempre serão preferíveis as distâncias honestas quando nossos valores se chocarem com a proximidade obscura que traz máscaras de amabilidade e armaduras douradas por trás das quais se escondem as pessoas falsas.

Continua, a hipocrisia é muito mais do que a clássica dissonância entre nossas ideias guias e nossos comportamentos. Às vezes o próprio entorno que nos rodeia nos obriga a isso. Entre o que se pensa, se diz e se faz, pode existir um abismo, e apesar de não querer faltar com a nossa própria verdade interior, acabamos fazendo-o pelas pressões do ambiente (onde está a ética?). Isto que Leo Festinger  6 definiu como dissonância cognitiva, isto é , vivenciar uma desarmonia ou um conflito entre nosso sistema de ideias, crenças e emoções (cognições) com as próprias condutas.

Em nossa vida, seja no âmbito pessoal e profissional, somos obrigados a refletir e examinar em todos os aspectos os ambientes que vivemos e a dissonância entre o que queremos e o que fazemos. Existem metodologias, comprovadas cientificamente que podem nos ajudar a fazer este “balanço” de nossa vida. São ferramentas de coaching, elas permeiam por áreas que, na maioria das vezes, se encontram esquecidas.  Podemos citar como exemplo: A identificação dos seus valores, o seu grande sonho e crenças, o seu SWOT, suas competências e etc. Existem profissionais habilitados e certificados que podem te auxiliar neste caminho, são os coachs, ou melhor, técnicos que irão te auxiliar a buscar um maior rendimento e ganhos em sua vida. Não se deixe levar pelas hipocrisias da vida, tome uma atitude, elimine o sabotador que existe dentro de você.

Conheça melhor estas ferramentas, acesse: https://arbache.com/mentoring


1- Magosi e Torres, (2017), Tirar boas praticas do papel é desafio, Jornal Valor Econômico, WEB, http://www.valor.com.br/empresas/5162774/tirar-boas-praticas-do-papel-e-desafio, 20/10/2017.

2.Tanure,Betania ,(2017), Cultura se faz com ações e presença do alto escalão, Jornal Valor Econômico, WEB, http://www.valor.com.br/carreira/5161204/cultura-se-faz-com-acoes-e-presenca-do-alto-escalao, 19/10/2017.

3.Arcoverde,Leticia,(2017),Funcionários devem escolher os valores da sua organização- Jornal Valor Econômico: WEB, http://www.valor.com.br/carreira/5161222/funcionarios-devem-escolher-os-valores-da-sua-organizacao, 19/10/2017.

4.Revista Pazes, (2017), Prefiro as distancias sinceras às proximidades hipócritas http://www.revistapazes.com/distancia-sincerad/ 22/10/2017

5- Richard Barrett is an author, speaker and internationally recognised thought leader on the evolution of human values in business and society. He is the founder and chairman of the Barrett Values Centre®, a Fellow of the World Business Academy and Former Values Coordinator at the World Bank. https://www.valuescentre.com/about/richard-barrett

6- Leon Festinger foi um psicólogo da cidade de Nova Iorque que se tornou famoso pelo desenvolvimento da Teoria da Dissonância Cognitiva. Festinger se tornou bacharel em ciência pelo City College de Nova Iorque em 1939. Fonte :Wikipédia

 

Luiz Manoel Chiara

Luiz Manoel Chiara é consultor, Auditor da Qualidade, Coach e Mentor possui 35 anos de experiência nas áreas de Qualidade , Comercial , Marketing, Gestão Empresarial, Governança em Empresas Familiares, Sucessões empresarias. Mestrando em Direção Estratégica de Empresas Familiares pela Universidad Europea – Espanha. Perito Judicial. Foco nas áreas de Desenvolvimento Humano, Planejamento de Carreiras ,Planejamento Estratégico e Negociação Empresarial. Atuação nos segmentos: Naval, Petróleo, Engenharia Biomédica, Hospitalar e Indústria automobilística.

Deixe seu comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Entre em contato conosco

 

Mensagem enviada com sucesso

Em breve retornaremos o contato.

◄ Voltar

Outros projetos da Arbache Tec

Telefone para contato
+55 11 97289-0180
Nosso e-mail
contato@arbache.com
Todos os direitos reservados @arbache 2017