Empreendedorismo Inovação

Intraempreendedorismo: o que é e como incentivar entre colaboradores

intraempreendedorismo

O intraempreendedorismo é uma prática que busca metodologias para estimular melhorias contínuas em suas equipe, ou seja, ela estimula uma cultura interna voltada para a inovação. O conceito é um reflexo do atual mercado de trabalho, que busca por profissionais capazes de inovar e de atuar em ambientes adversos. 

Preparamos um texto explicando um pouco sobre o assunto e sobre como incentivá-lo nas organizações. Confira!

Você pode se interessar também:

O que é intraempreendedorismo? 

O intraempreendedorismo pode ser definido como a prática do empreendedorismo que é realizada dentro de um negócio por meio de seus colaboradores. Ou seja, há um incentivo para que os funcionários atuem como se fossem donos do negócio. 

Essa é uma prática que tem como princípio a busca por melhorias contínuas, pautadas na inovação. 

Portanto, o entendimento do intraempreendedorismo é de que, quando a equipe é incentivada a cuidar do negócio como se fossem seus, há melhorias significativas nos procedimentos internos. 

Ou seja, há uma mudança de mindset que visa estabelecer um aumento da produtividade e cooperação, ao mesmo tempo em que direciona para uma cultura pautada na inovação e criatividade. 

Características do intraempreendedorismo 

O empresário, autor e fundador da Universidade Pinchot, Gifford Pinchot, foi o primeiro a utilizar o termo intraempreendedorismo, ainda em 1985. Para Pinchot III (1987), o intraempreendedorismo é um sistema revolucionário que acelera as inovações dentro de grandes empresas, através de um uso melhor dos seus talentos empreendedores. Isso evidencia a importância do intraempreendedor para a geração de conhecimento e a promoção da inovação tecnológica nas organizações.

Pinchot elenca dez principais características dessa metodologia de trabalho. São elas: 

Colaboração

As inovações digitais permitem cada vez mais que haja um maior colaborativismo em diferentes funções e unidades de negócio. 

Logo, o intraempreendedor deve buscar meios de colaborar efetivamente com diversas áreas, objetivando sempre a melhoria contínua dos processos da empresa. 

Envolvimento com as etapas de implementação 

Não adianta apenas ter boas ideias, é importante focar também nas etapas de implementação. 

De modo a alcançar os resultados esperados, o intraempreendedor deve ser estratégico no caminho para o sucesso. Ou seja, deve-se pensar também de forma clara e detalhada sobre o modo como a ideia será implementada. 

Honestidade 

É muito importante que seja estabelecida uma atmosfera de confiança entre todas as partes envolvidas no projeto. E essa confiança deve partir da liderança em primeiro lugar. 

O líder deve confiar que sua equipe seja capaz de propor soluções inovadoras, mais do que isso, este tem o papel de incentivá-los neste sentido. Dessa forma, os funcionários estarão mais inclinadas a serem honestos com o seu líder, expondo todas as inseguranças e desafios que podem surgir ao longo do processo. 

Estabelecimento de metas a longo e curto prazo

No intraempreendedorismo é muito importante que sejam estabelecidos objetivos, assim como é fundamental que seja feito um acompanhamento de todo o progresso. Afinal, se a equipe está se desviando de seus alvos, é preciso entender o porquê. 

As metas de longo e curto prazo são essenciais para que sua equipe mantenha o foco no objetivo. 

Risco moderado

Gifford Pinchot afirma que os intraempreendedores bem-sucedidos são aqueles que tomam iniciativas desafiadoras, mas depois fazem todo o possível para reduzir os riscos. 

Afinal, os riscos fazem parte de projetos voltados para a inovação. Porém, quando se há uma cultura intraempreendedora, a equipe tem a confiança de que eles são capazes de lidar e gerenciar qualquer problema que surja. 

Motivação

O intraempreendedorismo prega que todos os funcionários sejam intrinsecamente motivados, ou seja, motivados internamente por seus valores, visão e propósito. 

E o fundamento dessa motivação é o fato de que eles têm a percepção de que estão promovendo uma nova ideia, algo revolucionário. 

Liderança inspiradora

Todo e qualquer funcionário da empresa deve também ser um líder inspirador. É preciso que todos da equipe comprem a ideia de inovação, e para isso, é fundamental que todos os funcionários sejam capazes de inspirar uns aos outros, confiando que juntos conseguirão encontrar uma maneira de lidar com qualquer eventual problema.

Persistência

A persistência profunda é uma das características predominante de qualquer intraempreendedor. Afinal, é muito provável que desafios e problemas apareçam ao longo do caminho quando o assunto é a inovação. 

Portanto, a persistência da equipe é fundamental para que os planos não sejam deixados de lado, mas sim reinventados através de novas soluções inovadoras. 

Consolidação da equipe

Para criar uma cultura de intraempreendedorismo, é muito importante ter em mente que isso só será possível com a consolidação de uma equipe multidisciplinar. Afinal, projetos de inovação exigem uma pluralidade de competências. 

Capacidade técnica

O intraempreendedor precisa estar familiarizado com as novas tecnologias digitais. Dessa forma, o profissional será capaz de utilizar os recursos digitais como aliados no processo de inovação.

Como incentivar uma cultura de intraempreendedorismo? 

É papel da empresa criar e incentivar uma cultura organizacional voltado para o intraempreendedorismo. A organização deve preparar seus funcionários para que estes sejam capazes de atuar pautados na transformação digital e inovação na prática. 

O autor do termo intraempreendedorismo, Pinchot, define meios de como as empresas podem incentivar a metodologia em suas rotinas. São eles: 

Envolvimento de toda a equipe

É fundamental que todos da empresa tenham visão clara dos objetivos e metas da organização. Por isso, certifique-se de criar e comunicar uma visão que inspire seus funcionários. Deixe claro quais são os desafios enfrentados pela empresa e os convide a apresentar soluções para esses problemas. 

Importância do líder

O líder tem o papel de delegar tarefas, e direcionar os esforços da equipe para o alcance das metas da empresa. Este deve estar sempre construindo uma cultura de apoio ao intraempreendedorismo, incentivado-os sempre a buscar soluções inovadoras. 

Dê apoio à sua equipe

Para desenvolver projetos inovadores a equipe precisa ter o apoio da empresa em primeiro lugar. Por isso, é muito importante que a empresa dê tempo aos funcionários para que estes possam pensar e testar suas ideias. 

Tenha equipes multifuncionais

Crie equipes com profissionais com múltiplas competências e técnicas. Dessa forma, é possível ter uma visão mais diversificada do problema, aumentando com isso as possibilidades de inovação propostas. 

Ofereça treinamentos

É preciso que os funcionários estejam familiarizados com a metodologia intraempreendedora. Por isso, indicamos que sejam realizados treinamentos sobre o tema com toda a equipe. Apresente o que é um intraempreendedor, o que fazem, como agem, e maneiras de serem mais eficazes em suas tarefas. 

Incentive a exposição de ideias

Crie mecanismos onde os funcionários possam apresentar suas ideias para os problemas do negócio. Ou seja, incentive o brainstorming. Este pode ser realizado em encontros presenciais ou em plataformas online. 

O mais importante é que seja criado uma cultura em que a exposição de ideias faça parte da rotina da empresa. 

Aceite as falhas

Como já foi dito, é preciso ter consciência de que projetos de inovação estão sujeitos a falhas. Portanto, sua empresa não deve culpar ou castigar os erros cometidos na busca da inovação. Afinal, a melhor maneira de alcançar sucesso é cometendo erros, aprendendo e se adaptando a eles mais rapidamente. 

Novas formas ou organização do trabalho

Pondere sobre a possibilidade de criar normas formas de realização do trabalho. Pinchot incentiva que deve ser mantido uma espinha dorsal do controle hierárquico, mas que seja mantido estruturas inovadoras fora dele. 

Ou seja, ele indica que sejam criadas condições para estabelecimento de equipes intraempreendedoras auto-organizadas e auto-dirigidas. Portanto, os funcionários passam a ser responsáveis pela execução de suas próprias iniciativas. 

Ofereça recompensas

Crie um plano de carreira pautado no intraempreendedorismo, que ofereça bons salários e tempo para inovar em suas funções. Essa é uma forma de incentivar e dar segurança para que os funcionários possam focar em suas inovações, sem medo de perder suas posições caso algo não saia como o planejado. 

Referências

PINCHOT, Gifford. Evaluating Intrapreneurs. The Pinchot Perspective, Portland, 27 de maio de 2020. Disponível em: https://www.pinchot.com/2020/05/evaluating-intrapreneurs.html Acesso em: 19/08/2020

PINCHOT, Gifford. Four Definitions for the Intrapreneur. The Pinchot Perspective, Portland, 30 de out. de 2017. Disponível em: https://www.pinchot.com/2017/10/four-definitions-for-the-intrapreneur.html Acesso em: 19/08/2020