Coaching

Google, Facebook, Microsoft, Buscapé, Apple, Twitter, Amazon e Linkedin: 177 vagas para serem preenchidas até dezembro de 2014!

vagas

Por profa. Dra. Ana Paula Arbache

 As empresas de tecnologias, principalmente aquelas que trazem a “cultura empresarial do Vale do Silício”, estão nos sonhos de muitos profissionais. Embora pareça impossível, a contratação em uma dessas empresas, pode estar a um CV de “distância! Todas as empresas acima, estão com vagas disponíveis para contratação. Em recente artigo, Brancatelli (2014), mapeou os processos seletivos das mesmas e apresentou as vagas que tendem a ser preenchidas, entre junho e dezembro de 2014, tanto para escritórios no Brasil, como para cenários globais onde atuam, veja em detalhes no quadro abaixo:

Quadro 1: Vagas

Fonte: Brancatelli (2014), adaptado pela autora.

Os vários atrativos compõem  a cultura organizacional  destas empresas, que, com um ambiente despojado, onde transpira inovação, satisfação e qualidade de vida, fazem com que sejam as “noivas” mais almejadas do mercado de trabalho.

Atualmente, vivendo um cenário de expansão, mas mesmas buscam profissionais para fortalecerem suas equipes de trabalho, principalmente nas áreas de vendas, marketing, desenvolvimento e programação. Veja os “dotes das noivas”!

Quadro 2: Atrativos das Empresas

Fonte: Idem

A disputa é acirrada e é preciso entender o que a empresa está querendo, para que o candidato possa ser o “noivo” da vez!

Os salários, conforme informa Brancatelli (2014), não foram revelados, mas estimasse, entre R$ 3.000,00 a R$ 5.000,00 para iniciantes e R$9.000,00 a R$ 13.000,00 para profissionais mais experientes, somados a possíveis bonificações que estão em torno de 20% a 40% dos salários.

Salário atrativo, qualidade e ambiente onde se alia satisfação pessoal e profissional, fazem dos processos seletivos destas empresas,  espaços férteis para se encontrar os melhores profissionais de mercado. Muito concorridos, estes processos podem durar até seis meses, envolvem muitas entrevistas, testes técnicos, provas, avaliações de perfil psicológica, entre outros. Segue abaixo algumas das questões que fazem parte do processo de seleção de algumas destas empresas.

Quadro 3: Questões do Processo Seletivo

Fonte: Idem.

As profissionais de recursos humanos que concederam entrevistas a Brancatelli (2014), ressaltam que, não há fórmula para ter sucesso no processo de seleção, é importante ser transparente, direto e, em alguns casos destemido. A partir das falas das RHs, foi possível coletar algumas dicas preciosas para encurtar a distância entre o sonho e a realidade, sendo estas:

  1. Se prepare para fazer o “dever de casa”: se informe sobre a empresa, seus valores, os requisitos da vaga e a área na qual está inserida.
  2. Faça uma análise de suas virtudes e fraquezas, frente aos requisitos das vagas.
  3. Nas entrevistas, conte suas experiências (se foi um líder na infância).
  4. Destaque-se no Linkedin, escolha palavras-chaves para descrever o seu histórico profissional, espalhe esta informação pelo seu perfil. Também tenha pelo menos, 60 conexões e 5 recomendações.
  5. Coloque na primeira linha do CV a sua marca – o recrutador entenderá logo quem você é e qual carreira desenvolveu até “aqui”!
  6. Nas entrevistas, seja você mesmo – nada de mentiras.
  7. Apresente a sua marca característica, que faz com que você seja um bom candidato.

Para os profissionais que já estão focados em sua gestão de carreira, o traçado acima já deve fazer parte de um planejamento de carreira, com metas bem estabelecidas, para que as chances de sucesso possam ser alargadas. O importante é alinhar as expectativas, o portifólio de carreira aos requisitos das vagas, para que se estabelece a factibilidade do sucesso e não o custo de uma oportunidade!

Fonte:

BRANCATELLI, Rodrigo. Quer trabalhar aqui? Info Exame, p.59-69, julho de 2014.

ARBACHE, Ana Paula. Os processos de coaching e mentoring não resolvem a vida de ninguém: sem o compromisso ético, não há resultados positivos. In: http://www.arbache.com/blog/2014/04/os-processos-de-coaching-e-mentoring-não-resolve-a-vida-de-ninguém-sem-o-compromisso-ético-não-há-resultados-positivo.html. Acesso: 08/08/2014.

Ana Paula Arbache

Ana Paula Arbache

Pós-doutora em Educação pela PUC/SP. Doutora em Educação pela PUC-SP. Mestre em Educação pela UFRJ. Certificada pelo Massachusetts Institute of Technology/MIT- Challenges of Leadership in Teams (2015), Leading Innovative Teams (2018). Docente dos cursos de MBA e Pós MBA da Fundação Getúlio Vargas. Orientadora e avaliadora de trabalhos de pós-graduação. Sócia Diretora da Arbache Innovtions, responsável pelas ações de Gestão de Pessoas, Liderança, Governança Corporativa, Sustentabilidade Ética, Social e Ambiental e Elaboração e Aplicação Jogos de Negócios. Pesquisadora e autora das obras: A Educação de Jovens e Adultos Numa Perspectiva Multicultural Crítica (2001), Projetos Sustentáveis Estudos e Práticas Brasileiras (2010), Projetos Sustentáveis: Estudos e Práticas Brasileiras II (2011), Sustentabilidade Empresarial no Brasil: Cenários e Projetos (2012), A crise e o impacto na carreira (2015), O RH Transformando a Gestão – Org. (2018). Certificação em Coaching e Mentoring de Carreira para Executivos. Mentora do Capítulo PMI/SP. Curadora e Colunista do blog arbache.com/blog e Página Mundo Melhor de Empoderamento Feminino Arbache innovations. Fundadora do Coletivo HubMulheres. Palestrante em encontros nacionais e internacionais.

Deixe seu comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.