Coaching

Ética Tem Como Princípio Fundamental a Vida

letras formando ética

A ética tem como princípio fundamental a vida do sujeito (DUSSEL, 2007). Tal princípio deve garantir a manutenção, produção e reprodução da vida dos seres humanos.

O mentoring é um processo que tem por objetivo acompanhar e guiar profissionais, que queiram olhar com mais atenção e estratégia para as suas carreiras. Por meio do mentoring o profissional reflete a respeito de sua trilha de desenvolvimento e suas experiências profissionais, acolhendo feedbacks e intervenções e, ao mesmo tempo, evoluindo no desenvolvimento de suas competências.

No processo de mentoring, o mentorado é chamado para participar ativamente, sendo proativo e comprometido com os “To Dos” que são elencados a cada sessão, para que os mesmos possam gerar os resultados objetivados. A interação entre mentor e mentorado é a chave do sucesso para que processo possa trazer benefícios para o mesmo e possa gerar para o mentor uma boa reputação profissional.

Quando o foco é em gestão de carreira, os resultados devem estar atrelados a gestão do ciclo de vida de carreira do mentorado e aos aspectos que compõem esse ciclo. O mentor deve ter claramente o conhecimento da etapa do ciclo de carreira o qual o mentorado se encontra e saber em que medida as ações a serem desenvolvidas no processo de mentoring, irão contribuir para que o mentorado possa alcançar a etapa seguinte, como e quando.

Somada a essa visão clara de onde o metorado está e, de onde ele quer chegar, o mentor deve analisar estrategicamente o cenário e o segmento o qual o mentorado se encontra ou quer ir. Dessa maneira, poderá trazer contribuições legítimas para discutir com o mentorado e facilitar tomadas de decisões mais assertivas para os próximos passos.

Mas, por quê iniciamos o texto falando de ética? Por que, como mentores, estamos diretamente sendo co-responsáveis pela vida dos nossos mentorados. Não há como dissociar a ética do trabalho como mentor.

Referências Bibliográficas:

DUSSEL, Enrique. Ética da libertação na idade da globalização e da exclusão. Trad. Epfraim Alves et. Al. Petrópolis: Editora Vozes, 2002.

Ana Paula Arbache

Ana Paula Arbache

Pós-doutora em Educação pela PUC/SP. Doutora em Educação pela PUC-SP. Mestre em Educação pela UFRJ. Certificada pelo Massachusetts Institute of Technology/MIT- Challenges of Leadership in Teams (2015), Leading Innovative Teams (2018). Docente dos cursos de MBA e Pós MBA da Fundação Getúlio Vargas. Orientadora e avaliadora de trabalhos de pós-graduação. Sócia Diretora da Arbache Innovtions, responsável pelas ações de Gestão de Pessoas, Liderança, Governança Corporativa, Sustentabilidade Ética, Social e Ambiental e Elaboração e Aplicação Jogos de Negócios. Pesquisadora e autora das obras: A Educação de Jovens e Adultos Numa Perspectiva Multicultural Crítica (2001), Projetos Sustentáveis Estudos e Práticas Brasileiras (2010), Projetos Sustentáveis: Estudos e Práticas Brasileiras II (2011), Sustentabilidade Empresarial no Brasil: Cenários e Projetos (2012), A crise e o impacto na carreira (2015), O RH Transformando a Gestão – Org. (2018). Certificação em Coaching e Mentoring de Carreira para Executivos. Mentora do Capítulo PMI/SP. Curadora e Colunista do blog arbache.com/blog e Página Mundo Melhor de Empoderamento Feminino Arbache innovations. Fundadora do Coletivo HubMulheres. Palestrante em encontros nacionais e internacionais.

Deixe seu comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.