Coaching Liderança

Alta Performance dos Times – Fazer Mais, Melhor, Com Menos

time de super herois

A diversidade e a dinâmica das mudanças do ambiente de negócios trazem mais incerteza na tomada de decisão por parte de gestores, pois inovações em produtos e serviços surgem continuamente. Mensurar a incerteza, com o objetivo de determinar a probabilidade e o impacto do risco, é cada vez mais complexo. A consequência é o aumento na competitividade global entre as empresas, e para reduzir o risco de insucesso, é necessário, entre outras ações, aumentar a capacidade de “fazer mais, por menos”, ou seja, “ser mais produtivo”.

A produtividade brasileira ainda patina, quando comparada a países emergentes e mesmo latinos. Segundo a Conference Board (https://www.conference-board.org/), a produtividade do Brasil em 2015 foi de 8 dólares por hora trabalhada. Já na vizinha Argentina, 13 dólares; no Chile são 19 dólares e a norte-americana é de 40 dólares por hora trabalhada.
Considerando a baixa produtividade, torna-se mais patente a necessidade de melhoria da performance brasileira, e isso se dará, principalmente, trabalhando a “Alta Performance das Equipes”. Em empresas estatais, estimular os funcionários a serem mais produtivos tende a ser mais complexo, pois não há como incentivá-los por meio de bônus financeiros. Diante disso, é necessário o engajamento deles, a fim de que percebam o valor de se produzir mais, por menos. Este envolvimento está associado à percepção que os funcionários possuem da empresa e quais os valores percebidos em trabalhar nela. A ambiência é um dos fatores-chave para o alcance deste engajamento.

__________________________________

Equipes consideradas de alta performance diferenciam pela produtividade e por encontrar soluções criativas para problemas vigentes

__________________________________

Equipes consideradas de alta performance, em geral, se diferenciam nas empresas, pois geram maior produtividade e também são comumente responsáveis por encontrar soluções criativas para problemas vigentes. Estas equipes buscam se superar continuamente, tendo, muitas vezes, elas mesmas como fator de comparação e superação.
Algumas das principais características dessas equipes são: flexibilidade, alta produtividade, eficiência, eficácia, entendimento da estrutura hierárquica, compreensão das regras organizacionais, comprometimento, respeito às diferenças, agilidade, autonomia, entre outros valores. Tudo isso, que deveria ser comum a qualquer equipe, destaca-se, no entanto, nas de alta performance, uma vez que é possível perceber quase todos estes valores em grande parte delas.
Portanto, cultivar tais valores, é um o caminho necessário para competir em ambientes de alta performance. Analise sua equipe e busque entender quais destes atributos estão faltando. Posteriormente prepare-os para a competição, fomentando fortemente cada um destes valores.

Fernando Arbache

Fernando Arbache

Doutorando ITA. Mestre em Engenharia Industrial PUC/Rio. Independent Education Consultant working with MIT Professional Education. Graduado em Engenharia Civil, UFJF. Data and Models in Engineering, Science, and Business/MIT, Cambridge, MA (USA). Challenges of Leadership in Teams/MIT, Cambridge, MA (USA). Data Science: Data to Insights/MIT, Cambridge, MA (USA). AnyLogic Advanced Program of Simulation Modeling/Hampton, NJ (USA).: Educational Consultant working with MIT. Coordenador da FGV em cursos de Gestão (curso de MBA em Gestão das Casas Bahia). Professor FGV, nas cadeiras e Logística, Estatística, Gestão de Riscos e Sistemas de Informação. Professor da HSM Educação nas cadeiras e Logística e Estatística. Professor IBMEC, Professor concursado na FATEC/São José dos Campos. Obras: ARBACHE, F. Gestão da Logística, Distribuição e Trade Marketing. São Paulo: Ed. FGV, 2004. ARBACHE, F. Logística Empresarial. Rio de Janeiro: Ed. Petrobras, 2005. ARBACHE, A. P. e ARBACHE, F. Sustentabilidade Empresarial no Brasil: Cenários e Projetos. São José do Rio Preto- SP: Raízes Gráfica e Editora, 2012. Pesquisa: Desenvolvimento de modelos de mapeamento de Competências Comportamentais e Técnicas, por meio de gamificação com uso de Inteligência Artificial, utilizando Deep Learning e Machine Learning (http://www.arbache.com/mobi). Desenvolvimento de pesquisa de modelos para geração de indicadores de aprendizados para inovação, assim como de competências essenciais para inovação (curva de aprendizado e gaps de competências) e obtenção de ROI (Return Over Investment). As pesquisas que estão em desenvolvimento, têm como hipótese que existem modelos inovadores, para mapeamento de aprendizado adaptativo, com o uso de inteligência artificial, para atendimento em empresa e pessoas. Esses indicadores estão em uso, em um dos maiores programas de inovação para o cooperativismo da América Latina, que é fruto de pesquisas realizadas, desenvolvido e concebido por minhas pesquisas (http://www.arbache.com/inovaccop). Atualmente são 75 cooperativas de diversas áreas de atuação e aproximadamente 500 participantes. Estudos acima impactam no desenvolvimento do conceito RH 4.0 ou RH de Precisão, assim como no entendimento do impacto da Gestão por competências em um ambiente de inovador. Desenvolvimento de Inteligências nos dados e métricas - Big data e precisão nas tomadas de decisões na gestão de pessoas. Com os elementos anteriores, estuda-se a estratégia de negócios e estoque de talentos - o que os números revelam para o sucesso nas organizações. Estatística e inteligência estratégica para negócios em ambientes inovadores. Experiência Profissional: CIO (Chief Innovations Officer) da empresa Arbache Innovations especializada em simulação, inovação com foro em HRTech e EduTech – empresa premiada no programa Conecta (http://conecta.cnt.org.br) como uma das 5 entre 500 startups mais inovadoras da América Latina. Empresa Acelerada pela Plug&Play (https://www.plugandplaytechcenter.com) em Sunnyvale, CA – Vale do Silício entre novembro e dezembro de 2018. Desenvolvimento de parceria com o MIT – Massachusetts Institute of Technology para cursos presenciais e digitais – http://www.arbache.com/mitpe, https://professional.mit.edu/programs/digital-plus-programs/who-we-work & https://professional.mit.edu/programs/international-programs/who-we-work

Deixe seu comentário

Clique aqui para publicar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.